Rede Feminista de Saúde participa do Seminário Red-mensionando o feminino

A Rede Feminista de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos, a Central Única de Trabalhadoras e Trabalhadores Sexuais, a Rede Brasileira de Prostitutas e a Rede Trans Brasil foram reunidas, por desejo da Casa da Mulher Catarina, entre os dias 24 e 27 de novembro de 2016, durante o Seminário Red-mensionando o Feminino: coalizões e respostas. O incentivo ao diálogo e à consolidação do conhecimento em relação às ideias e reivindicações de cada rede foram as principais conquistas do encontro.  Antes do seminário, mesmo que muitas ideias e pautas transitassem entre todas as redes, ainda não havia surgido a oportunidade de um compartilhamento cuidadoso entre as e os autores que dão vida ao combate à discriminação de gênero no Brasil.

O compartilhamento e o diálogo desejados foram possíveis graças ao I Encontro Nacional Prostituição, Direitos e Cidadania, II Workshop da Rede Trans – Brasil país que mais mata pessoas trans no mundo e o Transitando – Reunião do colegiado da Rede Feminista de Saúde. Esses três encontros aconteceram ao mesmo tempo no Morro das Pedras Parque Hotel, em Florianópolis, e reuniram mais de 100 pessoas.  A coordenadora do seminário e integrante da Casa da Mulher Catarina Kelly Vieira Meira  aponta o objetivo comum dos três eventos paralelos: “As redes promoveram discussões sobre o que nos une enquanto gênero, na problematização do gênero e nas nossas demandas e bandeiras”.

A coordenadora Kelly Vieira Meira ressalta o ineditismo da proposta e a sintonia que caracterizou os diálogos travados nos três dias de evento. A partir da fala das representantes, podemos notar o entendimento coletivo sobre a atual conjuntura de ataques aos direitos humanos e o retrocesso que representa a política do governo ilegítimo de Michel Temer. A união das redes, que agregam as lutas das populações mais atacadas pelo conservadorismo crescente, mostra-se cada dia mais inadiável. A unidade conquistada no seminário se fortalece e se legitima no reconhecimento das especificidades de cada setor.

img_4421 img_4424 img_4425 img_4430 img_4444 img_4466 img_4484  img_4503 img_4514 img_4535 img_4536 img_4538 img_4550 img_4598 img_4603 img_4667 img_4682 img_4683 img_4695 img_4699 img_4702 img_4706 img_4723 img_4745 img_4751 img_4752 img_4757 img_4776 img_4778 img_4814 img_4831 img_4850 img_4859 img_4893 img_4901 img_4908 img_5015 img_5057 img_5069 img_5099 img_5113 img_5126 img_5161 img_5164 img_5165 img_5168 img_5181 img_5186 img_5189 img_5193 img_5208 img_5214 img_5225 img_5240 img_5246 img_5278 img_5315 img_5324 img_5332 img_5334 img_5339 img_5341 img_5346 img_5416 img_5423 img_5424 img_5432 img_5441 img_5455 img_5461 img_5462 img_5465 img_5466 img_5467 img_5469 img_5482 img_5492 img_5506 img_5507 img_5522 img_5530 img_5534 img_5538 img_5549 img_5565 img_5568 img_5588

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *