Close

LOGIN

Close

Register

Close

Lost Password

Nas trilhas de Cairo

A Rede Feminista Nacional de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos foi contemplada no edital do Fundo de População da ONU (UNFPA) para fortalecimento institucional, através da Associação Casa da Mulher Catarina.

A proposta aprovada busca fortalecer a capacidade de comunicação da Rede
Feminista de Saúde por meio digital. A pandemia de COVID-19 e a conjuntura político- ideológica brasileira vem impactando a nossa atuação enquanto profissionais, pesquisadoras e ativistas comprometidas com os direitos e a saúde das mulheres. Atualmente, as atividades dos espaços de lutas e movimentos sociais estão temporariamente suspensas devido à política de isolamento e distanciamento social. Portanto, o momento exige de nós adaptação às novas tecnologias e redes sociais (Whatsapp, Instagram, Facebook, Twitter, etc.) a fim de construir novos espaços e estratégias de enfrentamento às violências, desigualdades e opressões.

A atualização e manutenção do site da RFS e das redes sociais, constitui uma estratégia
importante para a disponibilização do material produzido pela organização e para a divulgação de informes gerais da entidade e sobre atividades, eventos, textos, artigos e pesquisas relativas ao tema saúde da mulher, direitos reprodutivos e direitos sexuais.

Entre as estratégias também estão realizar um resgate histórico sobre os 30 anos da RFS e a luta pelos DSDR no Brasil através da construção de um dossiê, incluindo o desenvolvimento de uma (re)identidade visual para os 30 anos da RFS e um programa de podcast sobre a saúde sexual e reprodutiva das mulheres.

Vem muita coisa boa por aí!